LDC

No campo

O agricultor conectado: como a tecnologia transforma a agricultura

10.05.2018

Necessidade é a mãe da invenção. Em um mundo de recursos finitos, algumas das mentes mais brilhantes procuram maneiras de suprir a crescente necessidade por alimentos do planeta.

post-inpage-landscape-MASTER.jpg

Com a população global crescendo e devendo atingir quase 10 bilhões de pessoas em 2050, a demanda global por alimentos pode duplicar até lá. Em paralelo, há demanda por sustentabilidade e dietas de qualidade. A tarefa é complicada tanto pela falta de novas terras para a agricultura (o planeta não aumenta, enquanto a população cresce) como pelas mudanças climáticas, que já afetam negativamente a vida dos agricultores e trazem desafios à segurança alimentar para muitos países.

“Para produzir o dobro da quantidade de alimentos, atender aos requisitos de qualidade e respeitar os equilíbrios globais, as abordagens e técnicas atuais precisam mudar”, pondera Bertrand Colin de Chirac, Head de Desenvolvimento de Negócios na LDC.

“É aí que o Vale do Silício vai ao encontro à agricultura. Os dois mundos aprendem a falar o mesmo idioma porque a tecnologia é uma grande parte da resposta.”

As revoluções agrícolas são definidas de diversasmaneiras. Muitos comparam as mudanças atuaiscom a transição do caçador-coletor para a agricultura permanente uma transformação que definiu nossa civilização.

As mudanças tecnológicas atingemo setor agrícola como um todo, desdeinsumos, como sementes e fertilizantes, até a agricultura de precisão, que envolve a utilização de drones e robôs, big data, sensores inteligentes e os mais recentes sistemas de software de gestão.

post-inpage-landscape-MASTER 2.jpg

“A maneira como a tecnologia responde às pressões que enfrentamos é revolucionária”, diz Colin de Chirac. “É, de longe, a revolução que se expande com mais rapidez. Aa beleza disso é que ela se expressa no nível da propriedade agrícola, em quase todos os lugares, por um custo que não para de cair”, acrescentou.

MyLDC

Even small advancements can make a big difference. For companies like Louis Dreyfus Company (LDC), new ways to share information rapidly and easily are transformational.

In October last year, LDC in North America launched “MyLDC”, a web portal that allows farmers to engage with the company in a better and easier way. In a single click they can monitor shipment tickets and payments from any device. Potentially, in the future, it could also help farmers to receive relevant information customized to their business, for example on markets and climate predictions.

post-inpage-portrait-MASTER.jpg

Mesmo pequenos avanços podem fazer uma grande diferença. Para empresas como a Louis Dreyfus Company (LDC), novas formas de compartilhar informações com rapidez e facilidade são transformadoras.

Em outubro do ano passado, a LDC América do Norte lançou o “MyLDC”, um portal da Web que permite que os agricultores se relacionem com a empresa de uma maneira melhor e mais fácil. Em um único clique, eles podem monitorar movimentação de produtos e pagamentos a partir de qualquer dispositivo. No futuro, a ferramenta também poderá ajudar os agricultores a receber informações relevantes e personalizadas para seus negócios, como, por exemplo, sobre mercados e previsões climáticas.

“Há vantagens nos dois sentidos. O portal da Web ajuda os agricultores a gerenciar melhor seus negócios com a LDC, permitindo que a empresa aumente seus serviços para os produtores e reduza seus custos administrativos”, diz Damien Roy, Head Regional de Operações e TI para a América do Norte.

A LDC está trabalhando para expandir o uso do portal da Web em todo o mundo, prevendo que será assim que as operações serão feitas no futuro.

As novas tecnologias tornam-se cada vez mais parte das paisagens rurais.

O uso de drones e a agricultura de precisão não somente aumentam a produtividade, mas também cooperam em ações de sustentabilidade, como a redução de resíduos.

Engenheiros agrônomos falam com entusiasmo sobre como informações específicas sobre nutrientes, umidade e produtividade do solo ajudam o agricultor a aplicar fertilizantes e defensivos agrícolas somente nas áreas que realmente precisam deles, reduzindo o fluxo de nitrogênio nos cursos de água.

Os dados são enviados para tratores equipados com tecnologia GPS, permitindo que os agricultores apliquem as substâncias com o objetivo de garantir rendimento máximo e custo mínimo.

Os agricultores costumavam aplicar esses insumos praticamente em áreas inteiras, mas mudou rapidamente com a agricultura de precisão. Ela melhora a produtividade e reduz o uso de produtos químicos, diminuindo o impacto no meio ambiente.

© 2018 Louis Dreyfus Company

Cookies

Nós utilizamos cookies para lembrar suas preferências e fornecer a melhor experiência em nosso site. Por favor, clique no botão para aprovar o uso de cookies. Saiba mais lendo a nossa política de privacidade.