LDC

Nossas pessoas

5 min com Paula, IT Head of Trading, Operations & Customer Services

11.07.2018

“O objetivo de toda estratégia de transformação de negócios é agregar valor à empresa”, afirma Paula Freire, Head Global de Trading, Operações e Atendimento ao Cliente de TI da Louis Dreyfus Company (LDC). “E nunca devemos esquecer os colaboradores da empresa e de agregar valor a eles.”

post-inpage-landscape-MASTER.jpg

Ao liderar uma equipe de especialistas em TI e gerentes de negócios de todo o mundo, o papel principal de Paula é criar uma visão e um direcionamento que vão facilitar e melhorar o negócio principal da LDC. “As ferramentas de TI que desenvolvemos precisam seguir essa visão, e não o contrário.”

Paula não é originariamente uma pessoa de TI. Ela quer que as soluções sejam “eficientes, acessíveis e que ofereçam o melhor serviço para as pessoas da empresa. Foco nas pessoas, não nas máquinas”.

Paula foi criada no norte da Espanha, onde iniciou seus estudos em Administração de Empresas e Economia. Na época em que frequentava a universidade, ela teve a oportunidade de entrar em um programa na Dinamarca.

“Até então, eu só havia saído do país duas ou três vezes”, diz ela. “Estudar em Copenhague abriu o mundo para mim.”

Além da experiência de conhecer pessoas de várias origens e culturas, a partir da temporada dinamarquesa, não havia mais como voltar atrás: Paula foi trabalhar na França, na Inglaterra e, mais recentemente, na Suíça.

Mensageira dos deuses

Hoje, difundir conhecimento via colaboração é uma das partes mais gratificantes do trabalho de Paula. Esse é um legado de sua experiência em Copenhague.

“Se você perguntar se eu prefiro ir a campo e estar em contato próximo com as pessoas ou ter uma experiência formal de aprendizado no estilo sala de aula, ficarei sempre com a primeira opção.”

Na LDC, Paula entrou na equipe de operações, que lida, controla e coordena as operações financeiras das plataformas da LDC, como café e grãos. Foi aí que ela aprendeu muito sobre o negócio, e de seu jeito sempre prático.

“Visitei unidades, armazéns e portos para ver como e onde nossos produtos são processados, armazenados e embarcados. Essas visitas conectaram todos os pontos que até então eu tinha visto somente no papel.”

E foram os “pontos conectados” que a inspiraram a introduzir o IRIS. O sistema, cujo nome é uma homenagem à deusa grega do arco-íris e mensageira dos deuses, automatizou todas as comunicações e trocas e consolidou os embarques em um só banco de dados.

Esse é um produto sobre o qual Paula fala com um sorriso: “Conseguimos reduzir os prazos de pagamento em 2 a 4 dias e praticamente eliminamos qualquer troca de informações manual”.

Paula repete seu mantra: “Esse sistema economiza dinheiro para a empresa, é claro.” “Mas, sabe, ele simplifica a vida das pessoas envolvidas. Isso é muito importante.”

© 2018 Louis Dreyfus Company

Cookies

Nós utilizamos cookies para lembrar suas preferências e fornecer a melhor experiência em nosso site. Por favor, clique no botão para aprovar o uso de cookies. Saiba mais lendo a nossa política de privacidade.