LDC

Nossas pessoas

5 Minutos com… Ana, Controller Global da Plataforma de Oleaginosas

11.07.2018

Ana Bartol entrou na Louis Dreyfus Company (LDC) em 2006 como Contadora baseada no Uruguai. Dois anos mais tarde, ela se mudou para a Argentina para se juntar à equipe de Controllers da Plataforma de Oleaginosas. Ela voltou à sua cidade natal, Montevidéu, em 2010, para assumir o cargo de Controller Global da Plataforma de Oleaginosas.

Neste post, Ana compartilha sua experiência de trabalho na LDC, incluindo aprendizagem e desenvolvimento na carreira.

Como você iniciou sua jornada na LDC?

Vi um anúncio de emprego em um jornal. Ele chamou a minha atenção, então decidi enviar meu currículo para a agência de recrutamento. Depois de ser entrevistada pelo controller e pelo gerente de país, voei para Buenos Aires para conhecer o consultor de RH e o controller regional. Desde o primeiro dia, me deram muito espaço: eu tinha permissão para falar, sugerir mudanças, mergulhar em coisas novas, e ninguém dizia não, muito ao contrário, fui estimulada a fazer isso.

Você poderia falar um pouco sobre um desafio específico que você teve orgulho de superar na LDC?

Não há dúvida alguma de que foi minha experiência de viver no exterior. Depois de dois anos à frente da equipe de contabilidade do Uruguai, pediram que eu me mudasse de Montevidéu para a Argentina para integrar a equipe de controllers da Plataforma de Oleaginosas. Essa função não só estimulou meu crescimento pessoal, mas também me deu a oportunidade para acelerar minha carreira profissional.

blog-pg-ana-bartol.jpg

O que você mais gosta do trabalho na LDC?

Gosto muito da ampla variedade de chances que temos para aprender e crescer, assim como da cultura de “portas abertas”: você consegue chegar a qualquer pessoa, não importa seu nível ou cargo. Poder ajudar outras pessoas a desenvolver suas habilidades, treiná-las e promover suas capacidades é algo que acho muito gratificante.

Para você, é mais difícil para as mulheres chegarem ao topo nesse setor?

Acredito que sim, mas há algumas exceções. Penso que a maior dificuldade seja encontrar o equilíbrio certo entre seu trabalho e sua vida privada, e o mesmo pode ser dito dos homens. Mas é verdade que, como mulher, há momentos em que você terá que fazer escolhas difíceis.

Se você pudesse dar um conselho a ‘você jovem’, qual seria?

Absorva novas informações como uma esponja absorve água. Amplie seus conhecimentos todos os dias, seja curiosa e esteja sempre pronta para um novo desafio!


© 2018 Louis Dreyfus Company

Cookies

Nós utilizamos cookies para lembrar suas preferências e fornecer a melhor experiência em nosso site. Por favor, clique no botão para aprovar o uso de cookies. Saiba mais lendo a nossa política de privacidade.