LDC

Nossas raízes

Parte 2: Nas águas desconhecidas da Revolução Industrial

11.07.2018

Impulsionado por seu espírito empreendedor, Léopold Louis-Dreyfus transformou um pequeno negócio de grãos em uma empresa internacional, lançando as bases para se tornar um líder global na comercialização de produtos agrícolas, como a LDC hoje é.

Sucedendo ao pai em 1890, Louis e Charles conduziram a empresa no capítulo seguinte de sua história. Sob o comando deles, os negócios não somente seguiram os passos do fundador, mas também se beneficiou dos desenvolvimentos trazidos pela Revolução Industrial, que permitiram produção em massa. Esse foi mais um salto extraordinário na história da empresa familiar: a partir de meios de transporte aprimorados por terra e mar, por meio de trocas comerciais e chegando à tecnologia industrial que aumentou a eficiência.

blog-pg-industrial.jpg

A partir do fiml do século 18, o telégrafo e o cabo transatlântico melhoraram paulatinamente a comunicação entre a Europa e as Américas, permitindo que os agricultores e os compradores de commodities negociassem preços, enquanto as lavouras ainda cresciam. Mensagens codificadas de comerciantes na Grã-Bretanha e nas Américas eram enviadas pelo fio telegráfico ou por cabo para a sede da empresa em Paris, onde eram decifradas.

Ao longo da década de 1920, os tratores continuaram a abrir fronteiras e surgiram variedades de grãos que aumentaram tanto a produção como a produtividade. Tirando o máximo proveito dos novos desenvolvimentos industriais da década, era possível encontrar mais de mil representantes da Louis-Dreyfus na Argentina na época da colheita, comprando trigo, milho, cevada e aveia de agricultores locais e transportando os produtos para todo o mundo por meio de uma frota que era considerada a de melhor desempenho na França. Tanto que em 1938 a Marinha Mercante Francesa solicitou os planos dos navios de longa distância da frota, considerados os mais bem-feitos do Atlânticor.

O ano de 1938, além do sucesso nos mercados da América do Sul, também viu, pouco tempo depois, a expansão para o Canadá, onde a empresa começou a comprar e exportar grãos e oleaginosas para clientes em todo o mundo.

Embora o avanço tecnológico tenha beneficiado a empresa durante esse período, a Segunda Guerra Mundial marcou um dos períodos mais difíceis que a Europa já enfrentou, e nosso negócio não foi poupado. No entanto, apesar de tudo, foram superados os desafios e as dificuldades. No início da década de 1950, Louis e Charles expandiram e consolidaram negócios no Canadá, na Argentina, no Brasil, na África do Sul e na Rússia. Abriram escritórios comerciais em Chicago, Winnipeg, Buenos Aires, Nova York, Joanesburgo, São Paulo, Saigon, Xangai, Bombaim e Melbourne. E esse foi apenas o início...

Este post é o segundo de uma série de três sobre os primeiros tempos da LDC. Para saber mais sobre nossa história, leia as Partes 1 e 3, ou acesse a seção Nossa Herança em nosso site. Para mais atualizações a respeito da Louis Dreyfus Company, você também pode nos seguir no Twitter, em @WeAreLDC, ou seguir nossas atualizações em nossa página no LinkedIn.



© 2018 Louis Dreyfus Company

Cookies

Nós utilizamos cookies para lembrar suas preferências e fornecer a melhor experiência em nosso site. Por favor, clique no botão para aprovar o uso de cookies. Saiba mais lendo a nossa política de privacidade.