LDC

No campo

Produtores colombianos enfrentam desafios para produção de café

06.21.2019

Luz Dary Pérez de Duque, da região montanhosa de Risaralda, na Colômbia, tem cultivado café por toda sua vida. Sua família faz isso há gerações.

blog-colombian-pg02.jpg

Os solos férteis da Colômbia são ideais para cultivar o mundialmente famoso café do país. Mas a produção está se tornando cada vez mais complexa e imprevisível, com um clima em mudança que dá origem a desafios como inundações, secas, pragas, doenças, deslizamentos e erosão.

Com ainda mais pressão devido à queda dos preços do café, muitos produtores - como Luz Dary - lutam para ganhar a vida. Se não conseguirem renda suficiente a partir do café, deixarão de cultivá-lo e a produção diminuirá ainda mais.

blog-colombian-pg03.jpg

Trabalhando com a The sustainable trade initiative (IDH, Iniciativa de Comércio Sustentável) e com a Jacobs Douwe Egberts (JDE), a Louis Dreyfus Company (LDC) está apoiando os cafeicultores das regiões de Risaralda, Tolima e Cauca, na Colômbia, por meio de um projeto conjunto para melhorar sua produtividade e meios de subsistência.

Desde seu início, em 2016, o programa já treinou aproximadamente 1.000 cafeicultores em temas como segurança e saúde, melhores práticas ambientais, gestão de fazendas e otimização de custos. Também ajudamos os produtores com acesso a análises de solo, materiais de compostagem e fertilizantes.

“Ampliei meus conhecimentos, melhorei minhas práticas agrícolas e aumentei minha receita”, afirma Luz Dary.

A IDH e a JDE, uma das principais torrefadoras de café do mundo, forneceram financiamento para o projeto, enquanto os agrônomos de café da LDC empregaram seus conhecimentos para identificar soluções para os principais desafios enfrentados pelos produtores.

“Nossa aliança estratégica com a LDC nos permitiu trabalhar diretamente com os produtores de café e, juntos, ajudá-los a produzir café sustentável e melhorar seus meios de subsistência”, explica Gina Canales, Gerente de Sustentabilidade do Café da JDE para a América Latina. “Em três anos, vimos os participantes aumentarem seus rendimentos, complementarem seus conhecimentos agrícolas e trocarem experiências com colegas das diferentes áreas de cultivo de café do país. E tudo isso ajudou a melhorar a qualidade dos grãos e sua renda.

Como a LDC, a JDE está comprometida com parcerias com vários stakeholders que ajudarão a levar o café sustentável à escala.

“Parcerias são fundamentais para lidar com os sérios desafios do setor cafeeiro”, diz Gina. “Ao apoiar os cafeicultores para proteger e aumentar sua renda, promovemos soluções benéficas para os negócios e para a sociedade”.

blog-colombian-pg01.jpg

Na região de Tolima, totalmente cercada pela Cordilheira dos Andes, Gendris Medina Lombana descreve como se beneficiou dessa iniciativa. “O projeto me ajudou a trabalhar melhor”, afirma. “Ficou mais fácil produzir café”.

Com cada produtor compartilhando conhecimento com três ou quatro outros produtores, o projeto beneficia cerca de 3,5 mil pessoas. “Minha propriedade agora emprega muitas pessoas com quem compartilhamos o que aprendemos”, explica a produtora de café Mayerly Narváez.

“Estamos determinados a entregar melhor qualidade em nossos produtos, criando valor justo e sustentável em toda a cadeia do café”, disse Alejandro Calabrese, Head de Café da LDC para o Sul e Oeste da América Latina. “Depois de três anos, o projeto mostrou bons resultados”, diz Jenny Angel, coordenadora de Sustentabilidade do Café da LDC Colômbia. “Continuaremos buscando esse tipo de parceria com terceiros como a JDE e a IDH, aproveitando as iniciativas existentes e explorando novas ideias para apoiar os cafeicultores da Colômbia”.

© 2019 Louis Dreyfus Company