Brasil - Português

Empresas do agronegócio buscam modernizar operações globais de comércio de commodities agrícolas

Empresas do agronegócio buscam modernizar operações globais de comércio de commodities agrícolas
Published: Oct 29, 2018

Chicago, IL; White Plains, NY; Minneapolis, MN; Roterdã, HOL. – 25 de outubro de 2018 – Impulsionadas por oportunidades para aumentar a transparência e a eficiência para os clientes, empresas globais do agronegócio estão se voltando para as tecnologias digitais emergentes – dentre as quais opções de blockchain e inteligência artificial – para reduzir processos associados à cadeia global de valor das commodities agrícolas que consomem muitos recursos e tempo.

A Archer Daniels Midland Company (NYSE: ADM) (“ADM”), a Bunge Limited (NYSE: BG) (“Bunge”), a Cargill, Incorporated (“Cargill”) e a Louis Dreyfus Company (“LDC”) estão pesquisando maneiras de padronizar e digitalizar operações de embarques agrícolas globais para o benefício de todo o setor. As empresas também buscam uma ampla participação do setor para promover o acesso e a adoção globais.

Inicialmente, ADM, Bunge, Cargill e LDC estão focadas em tecnologias para automatizar processos de execução pós-negociação de grãos e oleaginosas, já que representam uma parte altamente manual e dispendiosa da cadeia de suprimentos, enquanto o setor gasta valores significativos todos os anos com a movimentação de documentos em todo o mundo. A eliminação de ineficiências levaria à redução dos tempos de processamento de documentos e de espera, e a uma visibilidade melhor da contratação de ponta a ponta.

A longo prazo, as empresas querem aumentar a confiabilidade, a eficiência e a transparência ao substituir outros processos manuais baseados em papel como contratos, faturas e pagamentos, com uma abordagem mais moderna e baseada em dados digitais. Benefícios específicos incluiriam:

  • melhoria da qualidade e confiabilidade de documentos e dados, com menos tempo de revisão e transferência integrada de dados de transação para os clientes;
  • maior visibilidade nos movimentos da cadeia de suprimentos que sustentam as operações, reduzindo os custos associados aos tempos de embarque, armazenamento e espera; 
  • dados padronizados que utilizam tecnologias acessíveis a todos os players, impulsionando mais eficiência; 
  • compatibilidade com outros aplicativos que suportam soluções eletrônicas e digitais, proporcionando uma experiência de ponta a ponta para os usuários; e
  • mais eficiência e transparência, capacitando o setor para atender melhor seus clientes e consumidores.

“Estamos satisfeitos por nos unir ao esforço de adotar a modernização e a padronização de dados e documentos na cadeia de valor global do agronegócio. Ao trabalharmos juntos para projetar e implementar uma transformação digital, reuniremos centenas de anos de conhecimentos e experiências coletivos para simplificar processos e reduzir erros para o benefício de todo o setor”, disse Juan Luciano, Chairman e CEO da ADM.

Soren Schroder, CEO da Bunge, disse: “esperamos que uma iniciativa dessa natureza realizada em todo o setor seja capaz de acelerar as melhorias na gestão de dados e nos processos de negócios e de trazer a automação necessária para o setor. Tecnologias promissoras não apenas proporcionarão sinergias e eficiências para nós mesmos, mas acreditamos que terão importância vital para atendermos melhor aos clientes, estabelecendo as bases para proporcionar mais transparência”.

David MacLennan, Chairman e CEO da Cargill, disse: “a agricultura sempre foi uma indústria de tecnologia. Os agricultores e nossos clientes esperam que ofereçamos inovações que os tornem mais eficientes, eficazes e rentáveis. Abraçamos isso como oportunidade para atender melhor o setor e para estimular a inovação por meio de novos produtos, processos e parcerias”.

Ian McIntosh, CEO da LDC, disse: “em janeiro deste ano, a LDC concluiu a primeira operação de commodities agrícolas por meio do blockchain, o que demonstrou a capacidade da tecnologia de gerar eficiências e reduzir o tempo normalmente gasto no processamento manual de documentos e dados. Ao trabalhar com o setor na adoção de dados e processos padronizados, podemos realmente tirar proveito de todo o potencial das tecnologias emergentes para melhorar o comércio global”.

Sobre a Archer Daniel Midlands Company

Por mais de um século, as pessoas da Archer Daniels Midland Company (NYSE: ADM) transformam grãos em produtos que servem as necessidades vitais da população global. Hoje, somos uma das maiores processadoras e fornecedoras de ingredientes do mundo, com aproximadamente 31 mil colaboradores, que atendem clientes em mais de 170 países. Com uma cadeia de valor que inclui aproximadamente 500 silos, 270 fábricas de ingredientes para rações e alimentos, 44 centros de inovação e a rede de transportes mais importante do mundo, conectamos as colheitas aos lares, convertendo produtos para alimentação, nutrição animal, aplicações industriais e energia. Saiba mais em www.adm.com.

Sobre a Bunge Limited

A Bunge Limited (www.bunge.com, NYSE: BG) é uma empresa global líder em agronegócios e alimentos com operações em mais de 40 países e aproximadamente 32 mil colaboradores. A Bunge compra, vende, armazena e transporta oleaginosas e grãos para atender clientes em todo o mundo; processa oleaginosas para fazer farinha de proteína para ração animal; produz óleo comestível para consumidores e clientes comerciais nas categorias de processamento de alimentos, padaria industrial e artesanal, confeitaria, nutrição humana e serviços de alimentação; produz açúcar e etanol a partir da cana-de-açúcar; moi trigo, milho e arroz para fazer ingredientes utilizados por empresas de alimentos; e comercializa fertilizantes na América do Sul. Estabelecida em 1818, a sede da empresa fica em White Plains, Nova York.

Sobre a Cargill, Incorporated

Os 155 mil funcionários em 70 países trabalham para atingir o propósito de nutrir o mundo de maneira segura, responsável e sustentável. Todos os dias, conectamos agricultores com mercados, clientes com ingredientes e pessoas e animais com os alimentos que precisam para prosperar. Unimos 153 anos de experiência com novas tecnologias e insights para sermos um parceiro confiável aos clientes dos setores de alimentos, agricultura, financeiro e industrial em mais de 125 países. Lado a lado, estamos construindo um futuro mais forte e sustentável para a agricultura.

Sobre a Louis Dreyfus Company

A Louis Dreyfus Company é uma líder na comercialização e no processamento de produtos agrícolas, que utiliza seu alcance global e sua extensa rede de ativos para atender seus clientes em todo o mundo, levando o produto certo ao local certo, no tempo certo – de forma segura, responsável e confiável. As atividades da LDC abrangem toda a cadeia de valor, do campo à mesa, por meio de diferentes linhas de negócios (plataformas). Desde 1851, seu portfólio tem crescido e atualmente inclui Oleaginosas, Grãos, Frete, Global Markets, Café, Algodão, Açúcar, Arroz, Laticínios e Suco. A companhia ajuda a alimentar e vestir mais de 500 milhões de pessoas anualmente, originando, processando e transportando cerca de 81 milhões de toneladas de produtos. Estruturada como uma organização matricial de 6 regiões geográficas e 10 plataformas, a LDC atua em mais de 100 países e emprega aproximadamente 17 mil pessoas em todo o mundo. Para mais informações, acesse www.ldc.com ou nos siga no Twitter e no LinkedIn.

Nota sobre Declarações Prospectivas

Este comunicado à imprensa contém “declarações prospectivas” conforme o significado das leis federais de valores mobiliários dos EUA, incluindo declarações relativas ao desenvolvimento, sucesso e benefícios previstos da plataforma digital proposta. Estas declarações são feitas sob as disposições da “safe harbor”, da Lei de Reforma de Contencioso de Títulos Privados dos EUA, de 1995. Estas declarações prospectivas podem ser identificadas com base em terminologia como “fará” e “espera”, bem como em declarações similares. Declarações prospectivas não são fatos históricos e envolvem riscos e incertezas inerentes. Vários fatores podem fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes daqueles contidos em qualquer declaração prospectiva, incluindo, neste caso, o risco de a plataforma não ser bem-sucedida ou atingir plenamente os objetivos dos participantes. Mais informações sobre os riscos associados a declarações prospectivas estão incluídas nos arquivamentos da Bunge Limited e da Archer Daniels Midland Company junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. Todas as declarações aqui contidas são feitas na data deste comunicado à imprensa, e os participantes não assumem nenhuma obrigação de atualizar ou revisar publicamente qualquer declaração prospectiva, seja devido a novas informações, eventos futuros ou de outra forma, exceto conforme exigido pela lei aplicável.

Contatos

ADM
Jackie Anderson (EUA)
[email protected]

Bunge
Susan Burns (EUA)
[email protected]

Cargill
April Nelson (EUA)
[email protected]

LDC
Karen Saddler (Suíça)
[email protected]


Contact Us

Contact us