Brasil - Português

Louis Dreyfus Company B.V. divulga os resultados financeiros consolidados semestrais de 2019

Louis Dreyfus Company B.V. divulga os resultados financeiros consolidados semestrais de 2019
Published: Oct 07, 2019

ROTERDÃ, HOLANDA, 7 de outubro de 2019 – A Louis Dreyfus Company B.V. (LDC) anunciou hoje seus resultados financeiros consolidados para o semestre concluído em 30 de junho de 2019. Um desempenho resiliente no primeiro semestre, apesar das difíceis condições comerciais globais, confirmou a direção estratégica da LDC, com novos investimentos em integração vertical entre segmentos e regiões geográficas e em direção a uma maior inovação em alimentos.

O Grupo gerou EBITDA1 a partir de operações contínuas de US$ 439 milhões, um aumento de 8,0% em relação ao ano anterior. Excluindo os efeitos da nova IFRS 16 no reconhecimento das despesas de arrendamento mercantil, esse resultado foi comparável ao primeiro semestre de 2018. Enquanto as vendas líquidas caíram 6,1% em US$ 17,5 bilhões, os Resultados Operacionais do Segmento se estabilizaram 5,0% abaixo do ano passado, em US$ 495 milhões. Esses resultados foram alcançados devido a uma redução de 6,9% nos volumes embarcados. A queda de volume foi parcialmente compensada por um mix de produtos mais favorável. O lucro líquido das operações continuadas totalizou US$73 milhões, comparado a US$ 91 milhões no ano passado. O Grupo continuou a gerar fortes fluxos de caixa em suas operações, apoiados por um menor consumo de capital de giro. Isso, combinado com uma dívida média de longo prazo mais baixa, permitiu ao Grupo reduzir os custos de financiamento em 11%, apesar de um aumento significativo nas taxas Libor.

“A LDC alcançou bons resultados no primeiro semestre de 2019, em um ambiente particularmente desafiador”, disse Ian McIntosh, CEO da LDC. “As tensões comerciais globais, as condições climáticas irregulares, a propagação da peste suína africana na Ásia e um contexto geral de excesso de oferta dificultaram a análise e a atuação sobre os fundamentos do mercado, destacando nossa conquista neste período. Nossa estratégia de manter um portfólio diversificado e uma ampla presença geográfica foi novamente a chave para o nosso desempenho, sustentada por uma sólida experiência em gerenciamento de riscos. Ao mesmo tempo, mantivemos nosso foco na implementação da estratégia de negócios transformadora que é essencial para a nossa visão do futuro, continuando a fortalecer nossa vantagem nas negociações, prosseguindo nossos movimentos em direção à integração vertical e produtos de valor agregado e investindo em alimentos e inovação tecnológica. Vemos essas condições adversas de mercado persistirem durante o segundo semestre de 2019, e esperamos uma recuperação da lucratividade em 2020, à medida que continuamos a implementar nosso plano de negócios”.

O Segmento de Merchandizing melhorou a lucratividade significativamente, enquanto o Segmento da Cadeia de Valor enfrentou condições de mercado mais complexas.

O Segmento de Merchandizing registrou Resultados Operacionais de US$ 270 milhões, um aumento de 35,0% em relação a US$ 200 milhões nos primeiros seis meses de 2018. Todas as plataformas tiveram bom desempenho, com melhorias significativas em Café, Algodão e Arroz, enquanto Açúcar manteve um desempenho saudável.

O Segmento da Cadeia de Valor registrou Resultados Operacionais de US$ 225 milhões, uma queda de 29,9% em relação aos US$ 321 milhões do ano anterior. O desempenho da Plataforma de Oleaginosas permaneceu resiliente, em grande parte graças à sua diversidade de produtos, e apesar das tensões comerciais e da disseminação da gripe suína africana na Ásia. A Plataforma de Grãos apresentou resultados positivos, como resultado do gerenciamento de risco de preço bem-sucedido, diante de condições climáticas difíceis, principalmente nos EUA e na Austrália. Os resultados da Plataforma de Sucos continuaram a melhorar, enquanto as Plataformas de Frete e Global Markets tiveram um bom desempenho.

A LDC avançou bem com a implementação de sua estratégia de negócios, investindo desde café até ração aquática, e da China a Malásia, incluindo:

  • Investimento no IPO da Luckin Coffee na NASDAQ, nos EUA, incluindo um acordo para formar uma joint venture de torrefação e café moído na China, destacando o potencial de crescimento com parceiros regionais;
  • Investimento no IPO da Leong Hup International, empresa líder integrada de aves, ovos e ração para animais, na bolsa de valores da Malásia, a Bursa Malaysia.
  • O início das obras da nova fábrica de rações aquáticas de alta qualidade em Tianjin, China, uma parceria que será operada por uma joint venture entre a LDC e o Guangdong HAID Group, um dos maiores produtores mundiais de ração aquática. Isso marcou o primeiro passo da LDC no mercado de alimentos aquáticos de rápido crescimento, como parte de seus esforços para atender à demanda por proteínas alternativas.

Em termos de inovação em alimentos, a LDC investiu na startup de ingredientes alimentícios, Motif, em fevereiro, e tomou medidas para acessar mais startups de inovação em alimentos em maio, quando se tornou membro fundador do China Food Tech Hub. Também inovou na área de finanças, com seu primeiro RCF (crédito rotativo) vinculado à sustentabilidade na América do Norte, com um mecanismo de preços que vincula a taxa de juros ao desempenho no cumprimento de metas ambientais.

“Estes são tempos desafiadores e emocionantes”, disse Ian McIntosh. “Alinhamos nossa estratégia de negócios para incorporar nosso propósito de criar valor justo e sustentável para o benefício das atuais e futuras gerações. À medida que investimos para transformar a companhia para o futuro, continuaremos a nos adaptar às tendências de curto e longo prazo, como temos feito por quase 170 anos. É uma jornada, e temos um plano claro, bem como os ingredientes certos para o sucesso contínuo.”

Destaques do semestre concluído em 30 de junho de 2019:

  • Vendas líquidas de US$ 17,5 bilhões em comparação a US$ 18,6 bilhões no primeiro semestre de 2018
  • Resultados Operacionais por Segmento de US$ 495 milhões comparado a US$ 521 milhões em 30 de junho de 2018
  • EBITDA2 de operações contínuas de US$ 439 milhões em comparação a US$ 406 milhões no final de junho de 2018
  • Lucro antes de impostos – operações contínuas de US$ 85 milhões comparado a US$ 111 milhões no ano anterior
  • Lucro líquido consolidado atribuído ao Grupo de US$ 71 milhões em comparação a US$ 128 milhões no primeiro semestre de 2018
  • Uso de capital de giro de US$ 6,0 bilhões comparado a US$ 6,5 bilhões em 31 de dezembro de 2018
  • Dispêndio de capital de US$ 191 milhões no semestre em comparação a US$ 131 milhões no mesmo período de 2018
  • Retorno sobre o patrimônio líquido atribuído ao Grupo de 6,5% em comparação a 7,2% no ano anterior

O Interim Report 2019 completo da LDC está disponível em www.ldc.com.

1 Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização
2 Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização

Sobre a Louis Dreyfus Company

A Louis Dreyfus Company é uma líder na comercialização e no processamento de produtos agrícolas, que utiliza seu alcance global e sua extensa rede de ativos para atender clientes e consumidores em todo o mundo, levando o produto certo ao local certo, no tempo certo – de forma segura, responsável e confiável. As atividades da LDC abrangem toda a cadeia de valor, do campo à mesa, por meio de diferentes linhas de negócios (plataformas). Desde 1851, seu portfólio tem crescido e atualmente inclui Grãos & Oleaginosas, Café, Algodão, Suco, Arroz, Açúcar, Frete e Global Markets. A companhia ajuda a alimentar e vestir mais de 500 milhões de pessoas anualmente, originando, processando e transportando cerca de 80 milhões de toneladas de produtos. Estruturada como uma organização matricial de 6 regiões geográficas e 8 plataformas, a LDC atua em mais de 100 países e emprega aproximadamente 18 mil pessoas em todo o mundo. Para mais informações, visite www.ldc.com e siga-nos no Twitter e LinkedIn.

Contatos com a mídia:

Para mais informações, contate: [email protected]


Contact Us

Contact us